Jornal americano permite que leitor “caminhe” pela notícia